estilo.vida.ancestral pedro.schütz

Genoma e saúde

Pedro Schütz

Olá a todos,

Se você tem mais de 40 anos, provavelmente se lembra de toda a empolgação nas décadas de 1980 e 1990 sobre o sequenciamento do genoma humano.

A ideia era que nossos genes detinham a chave para prevenir e reverter doenças e, uma vez que tivéssemos acesso ao nosso genoma, seríamos capazes de resolver doenças crônicas de uma vez por todas.

Isso levou a algumas declarações bastante ousadas como esta, de Lord Sainsbury, o ministro da Ciência do Reino Unido na época:

“Agora temos a possibilidade de conseguir tudo o que esperávamos da medicina”.

Não … não tanto.

Mesmo antes do Projeto Genoma Humano ter sido concluído em 2003, as limitações do uso de genes para prever e prevenir doenças eram claras.

Ironicamente, Craig Venter, um dos principais cientistas envolvidos no sequenciamento do genoma humano, foi um dos primeiros a perceber isso quando disse:

“Nós simplesmente não temos genes suficientes para essa ideia de determinismo biológico funcionar.”

Em outras palavras, isso significa que, por si mesmos, nossos genes não podem  explicar a nossa saúde e nosso risco de doença.

E é claro que isso nos leva a outra conclusão importante: nossa dieta, estilo de vida e comportamento são determinantes e muito mais importantes para a obtenção e manutenção de nossa saúde do que nossos genes.

De fato, estudos recentes sugerem que 85% do risco de doenças crônicas são impulsionados por fatores não genéticos. Outros estudos mostraram que envolver-se apenas em cinco comportamentos chave de saúde pode prolongar a nossa vida em 13 anos em média. São eles:

  • Não fumar
  • Não beber excessivamente
  • Manter um IMC saudável
  • Fazer exercícios suficientes
  • Alimentar-se de forma saudável. Deixo aqui um parênteses MEU: “planta e bicho” normalmente funciona muito bem!

Esta é uma boa notícia, certo?

Isso significa que estamos no lugar “do motorista” quando se trata de nossa saúde e da saúde das futuras gerações.

Mas isso também pode ser uma má notícia, tanto para os indivíduos quanto para a sociedade em geral, se não assumirmos a responsabilidade e nos envolvermos consistentemente em comportamentos de promoção da saúde.

O que você vai escolher?

Até a próxima.

 

Pedro Schütz

    - Sócio proprietário da Clínica Odontológica Schütz
    - Cirurgião-dentista clínico geral
    - Entusiasta da  alimentação com “comida de 

    verdade e boas práticas de saúde

    - Escritor do blog Ciência Schütz


   

Gostou? Inscreva-se na nossa lista de novidades!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: