frutas low carb senhortanquinho

Frutas e Dieta Low-Carb

Senhor Tanquinho

Neste post que você começa a ler agora, nós iremos abordar a questão das frutas no contexto de uma dieta low-carb.

Resolvemos abordar esse tema porque nós sabemos que a discussão sobre “frutas na low-carb” acaba sendo sempre polêmica.

Por um lado, a maioria das pessoas acha que as frutas são muito saudáveis  (o que de fato são).

Por outro lado, muita gente se surpreende ao saber que, além de minerais, vitaminas e fibras, a maioria das frutas também é rica em açúcar.

Portanto, dependendo dos seus objetivos e da vertente de dieta low-carb que você adotar, vai ser mais fácil encaixar as frutas.

Isso porque as dietas low-carb que são mais permissivas com carboidratos serão mais permissivas, consequentemente, com as frutas.

Já naquelas vertentes mais restritas da low-carb, como uma dieta cetogênica, por exemplo, vai ser mais difícil encaixar as frutas no seu dia a dia.

“Mas Então, Pode Fruta Na Low-carb Ou Não Pode?”

A resposta, como muitas outras coisas no campo da saúde e da nutrição, é: depende.

E isso varia segundo uma série de fatores:

e depende também, é claro, das frutas que você deseja consumir e de como está todo o restante da sua alimentação.

Então vamos começar falando quais são as melhores frutas para a dieta low-carb.

Isto é, aquelas que se encaixam facilmente em basicamente qualquer vertente de low-carb que a pessoa estiver fazendo.

As Melhores Frutas Para Consumir Na Low-Carb

As frutas que podem ser mais facilmente incluídas numa dieta low-carb são aquelas que apresentam as menores quantidades de carboidratos líquidos por porção.

Um exemplo clássico dessas frutas “permitidas” na low-carb é o abacate  —  que além de ter poucos carboidratos, ainda apresenta um ótimo perfil de gorduras saudáveis  —  sendo uma fruta que pode até mesmo ser incluída numa dieta cetogênica.

Nós adoramos comer abacate, que além de ser muito gostoso puro, pode ser utilizado em várias receitas, como a nossa maionese low-carb de abacate, ou mesmo num belo guacamole.

Uma outra fruta que nós gostamos muito e que também é totalmente low-carb é o coco.

Que não só é delicioso para ser consumido puro, fica super bom em diversas receitas, como o bolinho de coco low-carb de microondas, a cocada, a queijadinha, o quindim, dentre muitas outras receitinhas low-carb.

Também podemos citar o morango  —  que pode ser usado em várias receitas ou mesmo batido com kefir.

Mas que também é ótimo para ser comido puro mesmo. pois é gostoso e tem super pouco açúcar.

E na mesma levada temos outras frutinhas silvestres também, como é o caso da amora, framboesa, mirtilo  —  que infelizmente são muito caras aqui no Brasil, mas temos de mencionar porque apresentam uma quantidade bem baixa em carboidratos.

Tem também o kiwi, maracujá, limão… todas elas são bem baixas em carboidratos.

Falando em limão, especialmente na dieta low-carb, muita gente gosta de usar o limão para fazer uma água saborizada, ou mesmo de pingar algumas gotas de limão na água.

Então já vale dizer que água com limão não é uma coisa que vai quebrar seu jejum.

Enfim, tem bastante opção até, né?

Mas, se por um lado existem frutas que são surpreendentemente baixas em carboidratos, por outro têm frutas que não são tão interessantes assim para seu emagrecimento, como a banana.

As Piores Frutas Para Consumir Na Low-Carb

A banana é uma das frutas mais populares entre os brasileiros.

Entretanto, ela não é ideal para low-carb.

Porque ela é uma das mais ricas em carboidratos que a gente encontra, ao lado do caqui, manga, e outras frutas ricas em açúcar.

Que vão limitar suas escolhas em termos de vegetais e outros alimentos (uma vez que você já estará consumindo muitos carboidratos vindos dessas frutas).

Por isso, vale a pena pesquisar a quantidade de carboidratos dos principais alimentos (por exemplo, com esta tabela grátis) e pensar bem na sua lista de compras low-carb antes de ir ao mercado ou à feira.

Além disso, também é válido entender quando comer as frutas é uma boa ideia  —  e quando não é.

Então vamos explorar os principais contextos em que se costuma comer frutas na low-carb.

Consumo De Frutas Nos Momentos De Café Da Manhã, Lanche Ou Sobremesa

Em dietas tradicionais, aquelas de restrição de calorias e comer a cada 3 horas, as frutas tendem a ser encaixadas como lanches.

Entretanto, comer uma fruta como lanche, na nossa opinião, não é a melhor ideia.

Isso porque, se você comer a fruta sozinha, de barriga vazia, você vai ter uma liberação de açúcar de uma maneira mais rápida.

Ou seja, você vai ter um pico de insulina no seu sangue  —  que é uma coisa que a gente deseja evitar na low-carb  —  e logo vai ter fome.

Porque esse açúcar vai ser rapidamente absorvido e não vai te deixar saciado por muito tempo.

Sendo que a saciedade é um dos benefícios maiores deste estilo alimentar low-carb.

Por isso, entenda que você não precisa de lanches na low-carb  —  porém, se quiser lanchar, entenda também que existem opções melhores do que frutas.

Com isso, você entendeu que consumir as frutas sozinhas não é uma boa ideia.

Mas então, como consumi-las? Junto de outros alimentos.

Seja como acompanhamento ou como sobremesa.

Por exemplo, no café da manhã.

Se você quiser consumir uma fruta com um pouco mais de carboidratos (como é o caso do mamão), pode ser interessante consumir logo após comer os seus ovos com queijo durante a manhã, a sua xícara de café… enfim, o que vai conferir sustância (e proteínas, e boas gorduras) àquela refeição.

 

Ou mesmo depois do almoço e jantar.

Pois você já estará saciado após comer sua carne (ou ovos, ou peixe, ou frango  —  com vegetais), e pode se deliciar com frutas na sua sobremesa.

Desse modo, nós podemos concluir que as frutas podem ser consumidas mais liberalmente depois de uma refeição.

Porque o fato de ela ser ingerida junto a outros alimentos vai retardar esse pico de insulina, e vai fazer com que sejam absorvidos mais devagar os açúcares dessa fruta.

E também, é claro, se você estiver num dia livre, num dia que você não está controlando e seguindo a dieta tão de perto, aí a fruta é uma ótima opção porque ela pode ser rica em açúcar, mas ela também é um alimento saudável.

Consumo De Frutas No Contexto De Dia Do Lixo, Dia Livre E Refeição Livre

No contexto de dia livre (ou refeição livre ou dia do lixo), as frutas são muito bem-vindas.

Porque elas podem ajudar a lidar com a vontade de doce que pode aparecer nesse dia.

Sendo que você não precisa, necessariamente, comer um monte de açúcar refinado no seu dia livre.

Pois você pode simplesmente optar por comer as frutas que você evita no restante da dieta.

Fazendo aquilo que nós chamamos de dia livre ou dia do lixo Paleo  —  ou seja, baseado em alimentos que são comida de verdade.

É uma dica que eu gosto, pessoalmente, nesse dia livre Paleo, é comer algumas frutas mais doces (como a própria banana) com um pouquinho de mel.

Realmente fica uma delícia  —  você mata a vontade de doce e ao mesmo tempo está livre de açúcar refinado, de glúten, de outras coisas que, muitas vezes, para você, pode ser mais interessante evitar.

Conclusão E Palavras Finais

O problema é que, ao falarmos assim  —  de encaixar frutas no dia livre  —  podemos passar a impressão de que as frutas não são um alimento saudável.

Sendo que essa impressão seria equivocada.

Porque as frutas são alimentos saudáveis.

Elas não são um veneno, nem algo artificial criado pelo homem  —  apesar de elas terem sido selecionadas pelo tempo para ficarem cada vez mais doces e menos nutritivas.

Sendo que elas são sim ricas em fibras, vitaminas e minerais.

Mas também é verdade que você não precisa comer frutas para você conseguir esses nutrientes.

Isso porque esses nutrientes estão presentes em outros alimentos que estão totalmente liberados na low-carb, como carnes, ovos, laticínios, verduras, legumes, hortaliças  —  e um monte de outros alimentos baixos em carboidratos que fazem parte de uma lista de compras low-carb.

(Até mesmo a vitamina C  —  geralmente associada a frutas cítricas  —  estará sendo consumida em quantidade suficiente.)

Por isso, você pode sim se livrar do medo das frutas  —  se o tinha antes. Mas também pode tomar agora decisões mais informadas sobre o que você vai comer na sua alimentação low-carb.

Pois ninguém no mundo pode decidir isso por você  —  podemos apenas informar.

Mas a sua saúde é responsabilidade sua. Não a terceirize.

Muito obrigado por ter lido até aqui. Nos vemos numa próxima postagem.

Um forte abraço,
– Guilherme e Roney, do Senhor Tanquinho.

 

Autores:

Senhor Tanquinho

Guilherme e Roney

    

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: