coach plschutz

A importância dos treinadores de saúde (coaches)

Pedro Schütz

Este importante serviço prestado pelas pessoas que se colocam a disposição para exercer um trabalho de coach para ajudar as pessoas a fazer mudanças de comportamento e que terão o maior impacto na reversão de problemas de saúde e maus hábitos alimentares é de extrema utilidade!

Pergunto:

> Você já assumiu algum compromisso verdadeiro para a melhora da sua saúde?

> Você já conhece exatamente o que precisa fazer, mas não encontra ou precisa de motivação para isso?

> Você recebeu um plano de tratamento de um médico ou outro profissional da saúde e teve dificuldade em colocar em prática?

Para muitas pessoas, as respostas serão sim para as perguntas acima.

Porém, apenas 6% em média se envolvem nos cinco principais comportamentos de saúde:

a) manter um peso saudável;

b) não fumar;

c) não beber bebidas alcoólicas ou fazê-lo moderadamente;

d) dormir o suficiente;

e) manter alguma atividade física regularmente.

Por que 94% das pessoas não conseguem atingir essas recomendações?

É porque elas não sabem que fazer exercícios e dormir o suficiente são importantes?

É porque elas não acham que fumar cigarros e beber demais pode encurtar suas vidas?

Claro que não. Informação, hoje em dia, não chega a ser um problema. MUDAR o comportamento efetivamente SIM!

Se quisermos reverter a epidemia de doenças crônicas, não podemos simplesmente dizer às pessoas o que fazer, isso somente pode não ser o suficiente ou funcionar, precisamos ajudá-las, na prática, a desenvolver hábitos saudáveis e abandonar os maus. Essas pessoas precisam da motivação final para dar os passos em frente.

E é aí que podem entrar os treinadores/técnicos/coaches em saúde, pois estarão na melhor posição para ajudar as pessoas, ou seja, no seu dia-a-dia, na prática, na sua casa, nas escolhas do supermercado, na “limpeza” da despensa e adequação do seu ambiente familiar para as melhores práticas.

Essas pessoas, muitas vezes, também passam a ser uma espécie de referência, tanto nos hábitos como também a “prova” dos resultados que o novo comportamento pode trazer. Uma responsabilidade e tanto para os coaches.

Uma vantagem, hoje em dia, para os coaches, são as redes sociais. No meu ponto de vista, o bom uso dessas redes pelos profissionais pode ser aquela motivação extra para muitos, mas as vejo mais como mantenedoras da motivação para seguir firme no novo comportamento.

O treinamento pessoal e individual está começando a florescer como profissão, e a tendência é só crescer nos próximos anos.

Até mesmo a medicina convencional já percebeu isto, pois sabem que a mudança efetiva de comportamento é a nossa única esperança de deter a epidemia de doenças crônicas. E o percentual de sucesso observado é bastante elevado.

Até a próxima!

 

Autor:

Pedro Schütz – Ciência Schutz

   

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: