jejum intermitente senhortanquinho

Exercícios em jejum

Senhor Tanquinho

Olá!

No post de hoje vamos responder a uma pergunta bastante comum com relação à prática de jejum intermitente.

“Posso realizar exercícios físicos mesmo estando em jejum?”

As variações frequentes dessa pergunta costumam ser as seguintes:

  • será que posso treinar em jejum?
  • será que posso não comer nada depois do treino?
  • será que posso treinar em jejum… e continuar em jejum depois?

De maneira resumida a resposta para essas perguntas e suas variações é: você pode fazer o que você quiser.

Você pode treinar em jejum se você se sentir bem, por exemplo.

Ao mesmo tempo em que existem pessoas que não se sentem bem, e nesse caso provavelmente elas não deveriam treinar em jejum.

É claro que se você está passando de uma alimentação alta em carboidratos, especialmente refinados, comendo a cada três horas; para uma alimentação low-carb e ainda começa a fazer jejum e a treinar pesado… então é normal que você não se sinta bem.

É necessário dar um tempo para o seu corpo se adaptar a todas essas mudanças – tanto à dieta low-carb, quanto ao jejum.

(Relacionado: jejum e dieta low-carb podem ser feitos juntos? Descubra.)

Porém, nós acreditamos que a maioria das pessoas consegue, sim, treinar em jejum após algum tempo de adaptação, se elas quiserem fazer isso.

Ou seja, não tem nada de especial em estar em jejum que te impeça de treinar.

Você pode, inclusive, treinar em jejum e depois permanecer em jejum por mais algumas horas até o seu almoço.

Mesmo no caso do jejum Leangains, você não necessariamente precisa fazer a sua primeira refeição logo antes ou logo após o treino

(O próprio Martin Berkhan, criador do protocolo de ji leangains, comenta sobre isso).

Porém, nesse caso, ele argumenta que talvez fosse melhor você ingerir alguns gramas de BCAA após o treino, enquanto espera pelo seu almoço.

Mas ele mesmo também não acredita ser obrigatória essa ingestão de BCAAs.)

Discutimos essa questão de jejuns muito longos e exercícios físicos no nosso texto de pré e pós treino na dieta low-carb.

Mais uma vez, a melhor maneira de saber se isso funciona ou não para você é testando em você — afinal exercícios são saudáveis, jejum intermitente também — e por isso você não precisa ter medo.

Talvez você goste de treinar em jejum.

Talvez você não tenha fome logo após o treino, ou então tenha de ir correndo para o trabalho, permanecendo em jejum mais um tempo.

O mais importante é você ficar tranquilo(a), sabendo que isso não é nenhum problema.

E no final das contas, você vai testar e ver o que é melhor para você.

A diferença é que agora você não precisa mais se preocupar com aqueles velhos achismos e mitos das academias ao tomar suas decisões.

Essa pergunta foi retirada do nosso texto completo de dúvidas sobre jejum intermitente.

Você pode conferir as respostas a outras 10 dúvidas comuns sobre jejum intermitente clicando aqui.

 

Autores:

Guilherme e Roney

Senhor Tanquinho

    

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: